sexta-feira, 24 de outubro de 2008

REGRAS PRÁTICAS NA ALIMENTAÇÃO DOS COELHOS

Na alimentação dos coelhos devem ser observadas algumas regras, destacando-se entre elas as seguintes: - não há inconveniente em dar verde recém-cortado ou molhado, mas pode ser fornecido murcho, desde que não "esquente", isto é, não esteja fermentado, para evitar problemas intestinais e diarréias; - administrar sal misturado na ração ou em blocos pendurados nas gaiolas; - usar de preferência bebedouros automáticos; - quando dos tipos "pote" ou "mamadeira", manter os bebedouros sempre cheios com água limpa e fresca, principalmente para fêmeas em gestação ou lactação; - limpar os comedouros todos os dias, para evitar que neles permaneça ração estragada; - todas as forragens e rações devem ser isentas de terra, impurezas e de ervas daninhas que possam prejudicar os animais; - quando necessário, submeter os alimentos a determinados processos de preparação como, por exemplo, trituração e moagem, para que tenham maior aproveitamento; - manter os coelhos sossegados, pois o repouso ajuda a engorda; - não dar alimentos em excesso, para que não fiquem nos comedouros e se alterem; - administrar as rações ou alimentação, de acordo com a produção; - verificar se os alimentos estão produzindo os efeitos desejados, ou seja, um aumento proporcional de peso, boa produção de láparos, número e resultado das coberturas, quantidade da carne ou pelo; - dar uma alimentação variada, pois isso representa um estimulante para o apetite e secreções digestivas; - dar as rações com regularidade, porque é interessante para o funcionamento normal do aparelho digestivo e a saúde do animal; - tomar determinados cuidados na troca da alimentação, evitando a passagem brusca de um regime para outro, devendo a troca de alimentos ser feita gradativamente, para os coelhos irem se acostumando com o novo regime alimentar; - dar aos coelhos uma ração completa, nos seus elementos nutritivos; - misturar alimentos caros com mais baratos, desde que boa qualidade, para que sejam obtidas, quando necessário, rações mais econômicas; - a alimentação deve manter uma certa média de qualidade e quantidade, pois a irregularidade na distribuição das rações ou a grande variação em sua qualidade prejudicam, não só a saúde ou as condições físicas dos coelhos, mas também a sua produção; - entre os melhores, verificar quais são os alimentos de que mais gostam os coelhos, para que lhes sejam fornecidos, pois assim comerão mais e também produzirão mais; - utilizar recipientes ou utensílios adequados para depositar as diversas qualidades ou tipos de alimentos (ração balanceada, grãos, forragens verdes, etc.) Embora muitos criadores se descuidem da alimentação, é nela que se encontra um dos principais fatores de sucesso ou fracasso da criação, sendo por isso necessária uma vigilância rigorosa na qualidade, quantidade e distribuição dos alimentos para os coelhos.

2 comentários:

chácara carolina disse...

Muito bom, eu por exemplo adiciono a alimentaçao daminha criaçao folhas de bananeira 1 vez por semana , além de forragem verde todos os dias completados por 100 a 150 gramas diaria de raçao. Criar coelhos é gratificante apesar de melindroso.

Unknown disse...

Dou 50 gramas de racao por dia mais folhas de bananeiras ou pes de milho verde.